terça-feira, 15 de março de 2011

Sobre a amizade feminina


"(...)
Um bicho igual à mim, simples e humano
Sabendo se mover e comover
E a disfarçar com meu próprio engano. 
(...)"
[Vinícius de Moraes - Soneto do Amigo]
 
Dentre as tantas coisas que não se entende,
Desponta altiva a amizade feminina.
Dos risos vividos aos choros sentidos,
À presença cativa da língua ferina.

Assim somos eu e as minhas:
Das festas às fossas,
Às brigas e às troças,
Certas de nosso tesouro.

Brindando aos anos passados,
Passantes, vindouros,
Que, se aos poucos nos deixam menos meninas,
Nos fazem ainda mais nossas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário