sábado, 10 de agosto de 2013

Retidão


No cerrado

        O certo é torto

    O reto,

            errado.

terça-feira, 2 de julho de 2013

haikai #cansei

Na Política de twitter, pra cada hashtag #cansado 
de desgosto, sempre surge um arroba mais disposto
e menos bem intencionado.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Substrato poético

Medo e
Melancolia
Me dão
Cólica e
Poesia

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Compre o livro aqui!


Como prometido, os livros estão disponíveis para compra aqui no blog! Vou colocar à disposição duas modalidades, ambas com frete já incluso. A diferença de valor (R$ 1,00) se dá em razão da taxa cobrada para utilização do sistema pagseguro!

Depois é só me encaminhar o comprovante da transferência por e-mail (natalia.dino@gmail.com) com o nome e o endereço para que eu possa fazer a dedicatória com carinho e encaminhar por correio!

Para quem quiser comprar via transferência bancária:

Valor: R$ 25,00

Banco do Brasil
Agência 2873-8
Conta 110.776-3

Para quem quiser comprar via pagseguro (aceita cartão de crédito, inclusive parcelado, boleto, débito online, etc., mais informações -> https://pagseguro.uol.com.br/):

Valor: R$ 26,00




Gostaria de, mais uma vez, agradecer a todos que se fizeram presentes nesse dia em que realizei um sonho!

Não há canteiros isolados, alheios, que sirvam a si mesmos. Canteiros são feitos para ladearem caminhos. 

Que sorte a minha de ter no meu caminho pessoas como vocês! 

Que os meus canteiros possam ser nossos e contribuir um pouquinho para encher esse mundo de poesia, que é o combustível da alma. 

Por fim, lembro que todo canteiro requer podas

Aguardo ansiosamente as opiniões, críticas e comentários de todos vocês!

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Convite para o lançamento do livro Canteiros de Mim - dia 29/05 no Balaio (201 norte) - Brasília/DF


Tenho o grande prazer de fazer esse convite a todos os visitantes deste blog, que me acompanham já há quase três anos nessa tarefa - que jamais se encerra - de ser palavras e de encontrar poesia até em papéis amassados jogados ao lixo. Vocês fizeram parte dessa caminhada de desmaterialização, em busca da dose de lirismo necessária para dar sabor à vida, que agora completa mais uma etapa de seu ciclo: de sentimento a bytes; de bytes a papel e tinta.

O lançamento do livro "Canteiros de mim" ocorrerá no dia 29 de maio de 2013, com noite de autógrafos no Café Balaio (Comercial da quadra 201 norte), a partir das 19:00h. Espero todos vocês que estiverem em Brasília lá!

Para os que não puderem estar presentes, comunico que colocarei o livro à venda online neste blog após o lançamento!

Do livro
O livro Canteiros de Mim reúne textos e poesias selecionados da autora, que possui desde 2010 o blog "Canteiros de Mim", hoje com mais de 19 mil acessos originados de diversas partes do Brasil e do mundo. Foi assim batizado em lembrança aos versos de Cecília Meireles, musicados por Fagner, tantas vezes cantados em rodas de violão no terraço em dias de festa. Aquele espaço virtual deu abrigo a todo um derramamento, que agora vira livro.

A autora
Natália Albuquerque Dino, natural de São Luís-MA, tem 23 anos, dos quais os últimos dez vividos no Planalto Central. Graduada em Direito pela Universidade de Brasília, atualmente trabalha na Secretaria de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, com acompanhamento, em especial, da pauta legislativa indígena e de direitos humanos. Além de profissional apaixonada pela causa da justiça, tem a literatura por sua cúmplice, registrando em verso e prosa, suas impressões sobre a existência e o cotidiano, testemunhando e protagonizando a insuperável contradição da vida.
Tem na saudade a permanência da cidade da infância; tem vontade do tipo ânsia das vivências que virão. Qual maresia: nas quebradas, violência; na brisa, mansidão. Nas rimas, malemolência; na forma, retidão.
Segue assim, entre artigos, incisos, estrofes e versos, cultivando, no Cerrado, o gosto pela beleza transformadora da língua portuguesa, semeado na terra natal.

Capa, diagramação e ilustrações de Henrique Eira, do Estúdio Marujo e do Quadradinho.

Página do evento no facebook: https://www.facebook.com/events/430602450369544/

sábado, 27 de abril de 2013

Um soneto de amor



"O todo sem a parte não é todo,
A parte sem o todo não é parte,
Mas se a parte o faz todo, sendo parte,
Não se diga, que é parte, sendo todo
(...)"
Gregório de Matos - Ao braço do Menino Jesus quando apareceu
Eu te dizia 'te adoro' no começo
Se bem me lembro caçoavas
Muito teísta, reconheço, e
Incompatível com o furor que me causavas.

Se encarcerado o sentimento,
Pela impropriedade das palavras,
Incontido, rebelou-se no momento
Em que tornaste a questionar-me se dançava.

Desde então, contigo danço
Os mais doces leves passos
Rodopiando pelas toadas.

Enfim, descanso nos teus braços
E religiosamente me declaro
Por ti inteira apaixonada.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Teoria da surdez deliberada







                     A lei não muda o mundo,
                     O mundo que muda a lei.
                     Mas e quando o mundo é mudo
                     Ou é surda a lei?









* Imagens de autoria desconhecida. Se você for o titular dos direitos de imagem ou conhecer a autoria, favor entrar em contato.

domingo, 27 de janeiro de 2013

Heranças


São dela a pele alva
O nariz afilado
As sobrancelhas
Pouco arqueadas
O andar firme
De quem pisa
Nas aflições
E as recolhe todas
Coloca nas costas
Entalha nos corações
Carrega consigo
Adiante, além

A voz agravada
É dela também
A boca que não pega batom
O estômago fraco
O sono leve
O fogo na verve
A tagarelice
O pragmatismo
Um ingênuo otimismo
Um perene saudosismo
Aguente, avante, amém

Se deveras quem
Segue os seus
Não degenera
Está posto
No rosto, na alma,
No jeito, nos gostos
Todo amanhã
Que me espera
Em todo recomeço
De primavera
Com toda urgência
Toda querela
Sou todo o tudo
Que ela
Me dera

Só me resta
Dizer quem me dera
Te ser
Mãe
Ai, quem me dera...

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Diálogos

Ele conversa.
Tu conversas.
Eu com versos.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013