sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Dor de amor de um desalmado


Ah, meu coração quem nunca amou 
Não merece ser amado 
Vai meu coração, ouve a razão
Usa só sinceridade 
Quem semeia vento, diz a razão 
Colhe sempre tempestade 
[Vinícius e Tom - Insensatez]


Hoje eu tenho apenas uma pedra no meu peito
Exijo respeito, não sou mais um sonhador
Chego a mudar de calçada
Quando aparece uma flor
E dou risadas do grande amor
MENTIRA
[Chico - Samba do Grande Amor]



- Mas é claro que eu sei que toda dor de amor, como tudo, um dia passa...

                                                                       ...acontece que eu não gosto de passar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário