sábado, 7 de agosto de 2010

Pas de deux


Me tira pra dança.
Me roda, me gira, me lança.
Me puxa, me joga, me larga, me enlaça.
Me dita o compasso.
Me mede em esquadro.
Me rege em escuro.
Me descompassa.

Me compra, me ganha, me faz uma manha.
Me rende, me entende, me vende.
Me testa, me atenta, me tenta.
Me resta, me nino, me tido.
Me roga, me droga, me molda.
Me sente, me mente, me lê a mente.
Me esconde, me prostra, meu mestre, me mostra.

Me deixa, me busca, me leva.
Me ludibria, me chama.
Me noite, me dia.

Me esconde, me acha, me cansa.
Me tira da dança.
Mentira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário